Edições da Revinter

pdf Cultura Popular e Ciência no Registro de Fitoterápicos Popular

Marcado em Katia Midori Tamura Lopes, Paulo Roberto do Nascimento

O Brasil possui a maior biodiversidade do planeta e uma grande capacidade científica, possibilitando a formação de um segmento promissor da indústria farmacêutica: o segmento de fitoterápicos. Além disso, a utilização de fitoterápicos tem apresentado um notável crescimento entre a população. Como consequência, aumenta-se a necessidade de uma normatização mais adequada a fim de garantir a qualidade em todas as etapas de elaboração destes medicamentos. A RDC 26/2014 traz vários elementos inovadores quanto a regulamentação dessa classe de medicamentos, como o reconhecimento da importância dos fitoterápicos de uso tradicional cuja eficácia e segurança já foram comprovadas através do longo tempo de uso e também a necessidade de um registro mais simplificado e ágil.

DOI: http://dx.doi.org/10.22280/revintervol10ed2.318

Palavras-chave: Fitoterápicos. Fitoterápico de uso tradicional. Normatização no Brasil.

Atendimento

Rua Turiassu, 390 | 9º Andar Perdizes | São Paulo-SP CEP 05.005-000 | Brasil

  • dummy+55 (11) 3868.6970

  • dummyatendimento@intertox.com.br

Newsletter

Não perca nenhuma novidade sobre a Revinter! Receba todas as edições da Revinter no seu e-mail grátis!

Search

Lançada! Revinter v. 10, n. 3 (2017): Volume 10 • Número 3 • Outubro de 2017 - São Paulo  botao 1