Compostagem como ferramenta de educação no campo

Aline Isabel de Sousa, Paulo Henrique da Silva, Ykaro Richard Oliveira, Paula Dentzien Dias Francischini, Maria Carolina de Abreu, Ana Carolina Landim Pacheco

Resumo


A compostagem é um processo de bioxidação aeróbica mediado por grupos de microrganismos e realizado através de duas etapas, sendo na primeira percebida as oxidações químicas e na segunda o processo de humificação. Esse procedimento é eficiente na redução de resíduos e na produção de adubo, assim a realização de tal prática deve melhorar a qualidade de vida da população de forma ecologicamente correta. O objetivo deste trabalho foi promover uma intervenção educativa em agricultores de Francisco Santos-PI e em seguida perceber o conhecimento dos agricultores acerca do tema trabalhado. O estudo foi procedido em duas etapas, na primeira houve a construção de uma leira para produção de composto e em seguida produziu-se uma cartilha contendo toda a técnica para produção da mesma, já na segunda etapa foi apresentada uma palestra para os agricultores, e em seguida a aplicação de um questionário para que se pudesse observar os conhecimentos adquiridos pelos participantes após a palestra. Decorridos três meses, o composto ficou pronto e de ótima qualidade para a utilização, servindo de adubo para plantas frutíferas. A cartilha produzida mostrou todas as etapas da confecção da composteira e foi direcionada aos agricultores de produção agrícola de pequeno e médio porte. Após as atividades, 53% dos participantes relataram que “mudariam muito a forma de pensar e de como agir com a terra”. Por fim, conclui-se que a cartilha e a palestra se mostraram relevantes para a conscientização dos agricultores bem como à disseminação do conhecimento, com foco na proteção ambiental e melhor qualidade de vida.


Palavras-chave


Adubo, educação rural, manejo do solo

Texto completo:

PDF

Referências


ANDREOLI, C. U. Resíduos sólidos do saneamento: processamento, reciclagem e disposição final. Rio de Janeiro: RiMa,ABES, 2001.282 p.

ANDRADE, L. P. et al. Diagnóstico sobre a utilização de fertilizantes químicos, por comerciantes da feira livre no município de Sanharó-PE.Caderno de Agroecologia, v. 6, nº 2, 2011.

BENVENUTO, C. X. Prática em agricultura orgânica. São Paulo, Cone, 1995.

BUDZIAK, C. R.; MAIA, C. M. B. F.; MANGRICH, A. S.Transformações químicas da matéria orgânica durante a compostagem de resíduos da indústria madeireira.Química Nova, v. 27, nº 3, p. 399-403, 2004.

CORTEZ, C. L. et al. Alternativa sustentável para utilização de resíduos de poda provenientes da manutenção das redes de distribuição de energia elétrica. In: 7º Congresso Internacional sobre Geração Distribuída e Energia no Meio Rural, Resumo, Fortaleza, 2009.

DENARDIN, J. E.; FAGANELLO, A.; SANTI, A. Falhas na implementação do sistema plantio direto levam à degradação do solo. Zoonews, 2008, p. 1 - 2.

DIAS, S. M. F.; VAZ, L. M. S. Métodos de Monitoramento no Processo Aeróbico de Compostagem - EEA/UEFS. Sitientibus, nº 15, p. 223-240, 1996.

FILIPETTO, J. E. S.; SILVEIRA, D. D.; MARTINS, F. L. M. A importância da educação ambiental na preservação dos recursos hídricos no Campus da Universidade Federal de Santa Maria. In: FRANKEBERG, C. L. C.; RODRIGUES M. T. R.; CANTELLI, M. (Org.). Gestão ambiental urbana e industrial. 1ªed.Porto Alegre: Edipucrs, 2003, p. 141-152.

FERNANDES, F.; SILVA, S. M. C. P. Manual Prático para reciclagem de biossólidos. Rio de Janeiro: ABES, 1999. 84p.

FARIAS, C. A.; RIBEIRO, A. C.; VIEIRA, E. M. Resíduos orgânicos alternativos nos processos de compostagem e de vermicompostagem. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 2004.

GRIMBERG, E.; BLAUTH, P. (Org.).Coleta seletiva: reciclando materiais, reciclando valores. São Paulo: Polis, 1998.

GUADAGNIN, M. R.Tratamento de resíduos sólidos orgânico.2011.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, Rio de Janeiro, 2010.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Indicadores de Desenvolvimento Sustentável. Estudos e Pesquisas: Informação Geográfica, Brasil, 2012.

MATOS, A. T. et al. Compostagem de alguns resíduos orgânicos, utilizando-se água residuárias da suinocultura como fonte de nitrogênio.Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 2, n. 2, p. 199-203, 1998.

MENEZES, R. L.; SANTOS, F. C. A.; LEME, P. C. S. Projeto de minimização de resíduos sólidos no restaurante central do campus São Carlos da Universidade de São Paulo. In: XXII Encontro Nacional de Engenharia de Produção - ENEGEP, 2002, Resumos...Curitiba – PR, Associação Brasileira de Engenharia de Produção - ABEPRO, 2002.

OLIVEIRA, F. N. S.; FILHO, H. J. M.; CAJAZEIRA, J. P. Uso da compostagem em sistemas agrícolas orgânico.Fortaleza,Embrapa, 2004. 20 p.

PEREIRA NETO, J.T. Conceitos modernos de compostagem. Revista de Engenharia Sanitária, v. 28, p.104-109,1989.

PEREIRA NETO, J. T. On the treatment of municipal refuse and sewage sludge using aerated static pile composting -a low cost technology approach.University of Leeds, Inglaterra. 1987.

REIGOTA, M. Educação ambiental: Fragmentos de sua história no Brasil. In. NOAL, F. O. (org.). Tendências da educação ambiental brasileira. 2º ed. Santa Cruz do Sul, EDUNISC, 1998.263 p.

RIBEIRO, C. C.; Compostagem: produção de adubo a partir de resíduos orgânicos. Belém, SECTAM, 2003. 16 p.

RIBEIRO, R. Guia de compostagem caseira. 2011. Disponível em: Acesso em: 06/06/2015.

SEABRA, G. F. Educação Ambiental.João Pessoa, Editora Universitária - UFPB, 2009. 226p.

TEIXEIRA, L. B. et al. Avaliação da maturação de composto orgânico urbano nos municípios de Barcarena e Moju, PA.Belém- PA, Comunicado técnico - Embrapa,2004.

VIANA, I. R.; NUNES, G.Compostagem. Palestra do projeto RONDOM lição de vida e cidadania. Apresentada no dia 29/10/2011.

VIANA, I. R.; NUNES, G.Queimadas: um problema que afeta a natureza e os seres humanos. Palestra do projeto RONDOM lição de vida e cidadania. Apresentada no dia 10/01/2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.22280/revintervol10ed1.269

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Intertox de Toxicologia, Risco Ambiental e Sociedade